quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Ela deixou saudade

Hoje era dia de ela ir - temporariamente, mas ia. Ele, habituado àquela fonte inesgotável de companhia, sentiu-se só. Parecia ridículo sentir-se só por ela, ela que tinha acabado de entrar na sua vida. Mas ele sentia a iminência da sua ausência e isso custava-lhe, sem saber como ou porquê. "Leva-me contigo, arranja espaço para mim. Um cantinho que nos torne presente", pensava ele para si próprio, gritando com a voz interior que ela não ouvia. Ela estava longe, sim, mas cada vez mais perto. E pela segunda vez deixou saudade...

Sem comentários:

Enviar um comentário